BUSCA NO SITE

Foto: Luise Tombini
Educação, Cultura, Desporto e Turismo 18/04/2019

Mais de 10 mil pessoas se emocionam na encenação da XIV Paixão de Cristo

Realizada nos dias 12 e 13 de abril, agraciada com um clima que mudou de chuvoso e nublado para um céu estrelado, a XIV Paixão de Cristo de Imigrante reuniu cerca de 10 mil pessoas nos dois dias de apresentação.

Cerca de 70 atores encenaram o texto que abordou de forma diferente a história, iniciando pela crucificação e seguindo para Maria Madalena que foi a primeira testemunha da ressureição.

Após, seguiu para relatar seu testemunho aos apóstolos, que não acreditaram e intimidaram Madalena. Nesse entremeio, foram lembrados momentos que o grupo passou com Jesus. Entre eles a multiplicação dos pães, a cura de Miriam, as parábolas do bom samaritano e do filho pródigo, momentos de Jesus com Maria, entre outros. A encenação foi finalizada no momento do sermão da montanha.

Nesta edição, o Coral Municipal de Imigrante foi introduzido na peça para cantar a Oração de São Francisco. Além da mensagem condizer com o texto, também foi uma forma de homenagear os Freis Franciscanos que cedem o espaço do Convento para os ensaios e a encenação.

O Secretário de Educação, Cultura, Desporto e Turismo de Imigrante, David Orling, ressalta que a equipe ficou muito feliz com o resultado da paixão de Cristo, pelas duas noites maravilhosas, pelo público esgotando todos os espaços possíveis, pela participação da multidão extremamente educada que participou atenta.

“O exemplo do público foi maravilhoso, então, este foi um ponto extremamente positivo. Tivemos excursões de vários lugares do Estado como Santa Catarina. Pessoas que vieram ávidas para assistir um espetáculo bonito, e que esse ano teve toda a diferença no texto que nós trabalhamos para fazer de uma forma nova, diferente, como espetáculo sempre exige a todos anos”, pontua.

Ele reforça que o elenco está de parabéns, muitos ensaios, muita organização, muita dedicação. Esse elenco vem seguidamente treinando ao longo dos anos, muitos apresentam a Paixão de Cristo a tantos anos que até já se confundem com alguns papéis”, relata.

 O prefeito Celso Kaplan e o secretário agradecem ao diretor Pablo Capalonga, por todo o envolvimento dele e de sua equipe, pelo convento São Boaventura pela dedicação e acolhimento aos atores e ensaios, ao poder público que investe em cultura e a parceira Associação Cultural que é a realizadora da Paixão de Cristo.

“É muito gratificante termos a participação de todo esse público. São dias em que nossas emoções vão ao extremo, primeiro o nervosismo em razão da chuva, e após a gratificação de ver algo tão lindo e emocionante feito por pessoas da comunidade em nosso município”, ressalta Kaplan.